Camila Queiroz trava batalha contra a Globo
Reprodução Instagram
Camila Queiroz trava batalha contra a Globo


A coluna conversou nesta manhã (18) com um executivo da alta cúpula da TV Globo, que explicou o lado da empresa em relação a demissão da atriz Camila Queiroz. Ontem (18), por meio de uma nota oficial, a emissora informou que a atriz "quis determinar o desfecho da personagem Angel e exigiu um compromisso formal de que faria parte de uma eventual terceira temporada da obra, além de outras demandas contratuais inaceitáveis." Camila, por sua vez, se pronunciou também por meio de uma nota e informou que havia sofrido uma retaliação por ter decidido romper seu contrato de exclusividade com a Globo no início do ano para se dedicar também a outros trabalhos fora da emissora dos Marinhos.

Entretanto, de acordo com o executivo da emissora, a história vai bem mais longe do que se sabe até agora por meio da mídia. A coluna conversou com esse executivo da Globo durante 45 minutos, que deu detalhes sobre toda briga que teria ocorrido nos bastidores, entre a atriz e a direção da casa. 


Segundo essa fonte, a empresa teria ficado bastante preocupada quando Camila passou a ser empresariada pelo escritório do próprio marido, o também ator Klebber Toledo. Logo no início, "a falta de expertise e atitudes amadoras" teriam demonstrado que o escritório não teria gabarito para lidar com uma artista extremamente comercial, segundo apontou essa fonte. Ela garante que na ânsia de se destacar no segmento com grandes contratos, teria fechado acordos entre a atriz e a Netflix enquanto Camila ainda teria um contrato de exclusividade com a emissora. 

Segundo esse executivo, Camila teria fechado contrato com o marido Klebber Toledo para serem apresentadores do reality 'Casamento às Cegas' "pelas costas da emissora". Na época, a atriz ainda teria um vínculo de exclusividade com a Globo, e por isso teria feito tudo sem que a emissora soubesse. Junto a isso, o escritório de Camila - que tem Klebber Toledo como sócio - sem comunicar nada à Globo - teria também fechado um contrato para atriz participar da série "De Volta aos 15", também na plataforma de streaming que é concorrente do Globoplay.

Na época, ainda de acordo com a fonte, Camila já estaria ciente por parte da emissora de que uma terceira temporada de Verdades Secretas já seria pensada, e que seu contrato seria renovado automaticamente após o término da segunda temporada. 

Leia Também

O executivo da Globo foi enfático ao contar que Camila teria "fechado os contratos com a Netflix pelas costas da Globo", mas que a emissora ficou sabendo por terceiros. Um dos episódios que teria desagradado bastante a cúpula da Globo teria sido a informação de que a atriz já estaria participando das rodas de leitura de "De Volta aos 15", sem ao menos ter comunicado à Globo seu ingresso no seriado.   

Leia Também

De acordo com essa fonte da alta cúpula da Globo, Camila não teria comunicado a Globo, conforme informou por meio de uma nota à imprensa, sobre sua intenção de alterar o contrato para depois firmar novos trabalhos. Ele conta que a Globo descobriu toda a negociação que a atriz estaria fazendo pelas costas da empresa, e que foi a própria emissora quem chamou a atriz para conversar e expor as informações que havia recebido. Essa fonte contou que a atriz foi colocada contra a parede e que, na ocasião, acabou confessando  as negociações com a Netflix, e que foi pensado ali uma estratégia para minimizar o estrago, e que uma saída pacífica seria a alteração contratual.

Este executivo da Globo contou à coluna que a amissora fez uma reunião para discutir a demissão da atriz antes de realizar a troca contratual, mas que nesse encontro foi decidido manter a atriz, pois sua personagem Angel seria essencial para a produção de 'Verdades Secretas 2'. Naquele momento, segundo essa fonte, Camila teria achado "que mesmo cometendo erros seria sempre indispensável à trama', justamente porque já haviam falado com ela sobre a intenção de realizar uma terceira temporada. Mas, ainda segundo essa fonte da alta cúpula global, naquele momento a Globo decidiu que iria romper definitivamente seu vínculo com a atriz, e com isso criar um final para a personagem Angel não ser incluída numa eventual terceira temporada. 

Essa fonte ressalta também que "toda essa falta de transparência com a Globo resultou em um feito inédito: mesmo ganhando por obra, Camila foi a primeira atriz a não respeitar também um contrato por obra, pois ela estava gravando ao mesmo tempo para o Globoplay e para Netflix, duas plataformas concorrentes. Ela achou que, por não ser demitida naquela época, não seria munca mais e passou a fazer o que quis", disse o executivo.

Parte desse desfecho, ainda de acordo com essa fonte da coluna, acabou sendo publicado na mídia com a notícia do desligamento da atriz. Isso porque Camila não sabia também, que nos bastidores a Globo já arquitetava sua saída por todos os descumprimentos contratuais que teria feito no passado, deixando a emissora sem saída quanto a sua permanência em 'Verdades Secretas 2'. Esse executivo conta que Walcyr Carrasco desenhou a morte da personagem a pedido da emissora, e que Camila foi altamente impactada com a notícia do final da terceira temporada, justamente porque descobriu ao mesmo tempo que não faria mais também parte de uma eventual terceira parte. 

"Quando Camila foi até a Globo questionar o final da novela, que não era isso que havia sido combinado, a Globo foi firme em responder também que não havia combinado com ela uma alteração contratual no meio da obra, e nem que ela fecharia um reality pelas nossas costas com um contrato que ainda previa exclusividade, e ainda por cima para o concorrente", contou. Ainda de acordo com essa fonte uma grande briga começou a aconteceu entre o escritório da atriz e a emissora.

Essa fonte que faz parte do executivo da Globo frisou ainda que a atriz teria sido extremamente infeliz ao dizer que foi punida por querer readequar seu contrato, uma vez que esse é um novo modelo de negócio que vem sendo feito com diversos atores que possuem um gabarito ainda mais alto que o dela na empresa, e que "a Globo não seria única e exclusivamente contraditória com a Camila em relação a nova política que vem adotando com os demais atores." 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários