Nego do Borel abre proceso criminal contra Duda Reis
Redação
Nego do Borel abre proceso criminal contra Duda Reis

No último dia 12 desse mês de julho, o cantor Nego do Borel entrou com uma queixa crime na 38 Vara Criminal do Rio de Janeiro contra a ex-namorada Duda Reis. O cantor já havia entrado na Justiça Civil contra a atriz pedindo que ela fosse impedida de citar o seu nome, mas não obteve sucesso.

O artista ingressou agora na Justiça - há nove dias - pedindo a condenação de Duda Reis em âmbiro criminal pelo cometimento de 31 crimes. Ele alega que namorou Duda Reis aproximadamente três anos e que, após o término, o Duda teria postado nas redes sociais uma série de vídeos com o intuito de prejudicar a sua imagem. 


Segundo o cantor nos autos processuais, ele não tem como objetivo calar a vítima em relação aos supostos abusos sofridos e denunciados. Entretanto, ele diz que fazer o que Duda Fez não é conscientizar as mulheres, e sim praticar crime. 

O funqueiro destaca na ação que existe um inquérito em andamento onde se apuram ainda os crimes imputados a ele, e o que se busca com a ação penal é analisar a ação de Duda nas redes sociais. Ele ressalta que, diferentemente de Dua Reis, ele teria buscado todos os meios legais para denunciar a ex na delegacia em vez de ir para a internet. Ele também reforça que somente se pronunciou nas redes sociais para se defender, jamais para prejudicar a imagem de alguém.

Você viu?

Em contrapartida, ainda de acordo com Nego do Borel, Duda teria feito o caminho inverso, com o intuito de expor sua imagem publicamente e abalar sua dignidade e sua honra maculando sua carreira. Ele acusa Duda Reis de ter optado por buscar a Justiça primeiramente nas redes sociais, somente para depois fazer o registro de ocorrência. 

O cantor ressalta que Duda teria usado a estratégia porque contava com milhões de seguidores imputando falsamente fatos definidos como crime, e também fatos ofensivos à sua reputação, bem como ofendendo-lhe a dignidade. Nego do Borel afirma que Duda se dirigia a ele a todo momento utilizando adjetivos negativos capazes de abalar sua honra, chamando-lhe. por exemplo, de "agressor", "abusivo", "manipulador", "sujo", "cobra", "deselegante", "monstro", "tóxico" e "racista".

Nego do Borel ainda ressalta que Duda disse no vídeo que ele amaeaçava matar a sua família e que não conseguia sair de casa, além de ter praticado torturas psicológicas com ela, ter maltratado a ex, e que as moças que trabalhavam em sua casa teriam medo dele. O artista ainda disse que foi acusado de ter agredido Duda mais de uma vez fisicamente. 

Nego do Borel também diz que Duda ressaltou que, certa vez em Portugal, ele teria tentado deixá-la no meio de uma estrada após uma briga e rechaçou a afirmação de que Duda era supervisionada e espionada em ligações durante sessões de terapia. Borel também relembrou a Justiça que Duda disse que ele teria forçado ela a gravar vídeos em seu favor ameaçando soltar vídeos íntimos dela caso não fizesse suas vontades.

O cantor também ressalta que Duda enfatizou para que o público não acreditasse em suas ações de caridade, principalmente as que foram feitas nos sinais de trânsito com "garotos de rua". Mesmo com todos esses ataques, Nego diz que em momento algum foi à imprensa para atacar a ex, mesmo após ela dizer que ele faria isso. 

Ainda de acordo com a acusação do cantor contra Duda, ele apenas se defendeu por pressão da mídia se posicionando dias depois. Por isso ele acusa Duda de ter cometido crimes contra ele por meio desses vídeos e pede a condenação criminal por crimes de difamação, calúnia, injúria. No total, Nego do Borel pede para que Duda Reis seja condenada por 31 crimes que teriam sido praticados contra ele. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários