Gravações precisaram parar temporariamente após discussão
Reprodução

Gravação foi paralisada após discussão entre Fátima e direção sobre férias em dezembro

Uma discussão complexa ocorreu na tarde desta quinta-feira (2) durante uma gravação do programa "Encontro com Fátima", programada para ir ao ar apenas no dia 23 de dezembro. A discussão entre a direção da Globo e a apresentadora teria perdido o controle, e por isso os trabalhos tiveram que ser paralisados por um tempo. Um executivo da cúpula da Globo precisou ser chamado para uma reunião, que teria ocorrido a portas fechadas com a apresentadora. Todo embate teria sido ocasionado em torno de mais um período de férias que a apresentadora teria solicitado - e que não estaria querendo abrir mão - mesmo após ficar fora do ar durante um mês para realização de uma cirurgia no ombro.

Na tarde desta quinta-feira (2), Fátima Bernardes gravava o programa que será exibido dia 23 de dezembro quando teria sido informada que a emissora contava com com sua presença ao vivo no programa até o dia 22 de dezembro. Mesmo afastada um mês em decorrência da cirurgia do ombro, Fátima havia marcado férias para o final do ano.  Entretanto, a emissora contava que o período de descanso solicitado por Fátima englobaria a semana do dia 23 até o término do Ano Novo. O planejamento da Globo era gravar na tarde desta quinta-feira (2) o programa do dia 23, e na sexta-feira (3) o programa a ser exibido no dia 24 de dezembro. Dessa forma, os planos ainda seriam manter Fátima Bernardes no ar ao vivo até o dia 22.

A emissora também havia feito um planejamento para que toda equipe do 'Encontro' não trabalhasse no período compreendido entre o Natal e o Ano Novo. Para isso, foi estipulado que na semana seguinte, do dia 6 de dezembro até o dia 10 - após o término do programa ao vivo - a apresentadora gravaria os programas dos dias 27, 28, 29, 30, 31 no período da tarde. Mas os ânimos ficaram exaltados quando Fátima comunicou que precisaria se ausentar logo a partir do dia 6 de dezembro.

A Globo teria informado para a apresentadora que a insistência em sair de férias novamente a partir dia 6 iria gerar uma consequência, que poderia ser, até mesmo, seu desligamento do programa ao retornar do novo descanso. Além disso, sua presença na semana do dia 6 até o dia 10 seria irrevogável segundo a emissora. Isso porque após os programas ao vivo da semana, ela ainda teria que fazer na parte da tarde os gravados para serem exibidos na última semana do mês, uma vez que toda a equipe já havia sido avisada que poderia folgar no final do ano. E aí vem a surpresa: Fátima teria dito que precisaria ser substituída mesmo a partir do dia 6, pois teria diversos compromissos já organizados durante esse período.

De acordo com fontes da coluna que estavam presenciando toda a situação, a apresentadora teria solicitado a Globo no meio dessa gravação que fosse substitúida do dia 6 ao 22. Já nos dias 23 e 24 o programa exibiria duas edições que ela deixaria gravada, uma nessa quinta (2) e outra na sexta (3), para depois voltar a ser substituída até o Ano Novo, do dia 27 ao 31. Toda essa discussão ocorreu, inclusive, nessa tarde (2) durante as gravação que será exibida no dia 23. O sertanejo Felipe Araújo foi um dos participantes.

Leia Também

Leia Também

Leia Também

A emissora teria mais uma vez explicado para Fátima que precisaria contar com seu trabalho na semana do dia 6 a 10 de dezembro, justamente para manter a folga de toda equipe durante o período de recesso. Fátima teria contestado o posicionamento da Globo alegando que poderiam manter as gravações dos dias 27, 28, 29, 30 e 31 durante a próxima semana com os substitutos do programa ao vivo, que poderiam gravar também os programas para essa semana de final de ano.

A Globo mais uma vez explicou que não seria possível, porque todas as vezes que ela é substituída ao vivo a audiência já perde pontos de forma significativa. E que se o programa fosse exibido no final do ano com substitutos, e ainda fosse gravado, a audiência despencaria ainda mais. Por isso foi explicado para a apresentadora que, caso ela fosse substituída, todos os programas seriam feitos ao vivo pelos substitutos e o descanso de toda equipe no recesso seria suspenso.

Mesmo diante de todos os cenários expostos, Fátima teria se mantido irredutível em relação ao planejamento da emissora. Dessa forma, para conter qualquer planejamento frustrado, a direção da Globo teria ligado para um dos executivos da alta cúpula, que terida solicitado naquele momento a paralisação do programa que será exibido no dia 23 para realizar, ainda naquele momento, uma reunião com a apresentadora. Os funcionários foram dispensados temporariamente do estúdio e Fátima teria sido levada para uma sala, onde teria permanecido a portas fechadas por cerca de duas horas com a cúpula da Globo.

Após o fim da reunião, a apresentadora retormou normalmente a gravação que será exibida no dia 23. Entretanto, nos bastidores, comenta-se que cúpula da Globo não pretende permanecer com Fátima Bernardes após o período de férias no final do ano. O comportamento dela teria desagradado a própria equipe, além de toda direção e o corpo executivo da emissora. Nos bastidores, comenta-se que Globo vem facilitando e abrindo exceções para deixar a apresentadora satisfeita em todos períodos de folga que ela solicita, mas que ela não estaria, numa contrapartida, pensando na empresa quando a emissora mais precisa dela. Até o fechamento dessa matéria a coluna ainda não havia recebido a informação sobre o que ficou acordado durante a reunião entre a apresentadora e a cúpula da Globo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários